Go to content; Go to main menu; Go to languages.
Menu

Conselhos para amigos e familiares de pais de um bebê anencéfalo

Você pode demonstrar o seu apoio das seguintes formas:

Envie um cartão, carta, e-mail, dizendo que ficou sabendo do que está acontecendo com seu bebê e que sente muito por isso.

Ore por e com eles.

Diga aos pais, como se sente impotente diante desta situação.

Chore com eles. Quando se divide a dor com outra pessoa, a dor diminui.

Ofereça cuidar dos filhos mais velhos.

Telefone freqüentemente para perguntar como estão e para ouvi-los. Não dê conselhos, não diga o que faria, simplesmente esteja presente.

Diga-lhes que os apóia e que sempre estará presente para o que precisarem.

Visite-os, abrace-os, escute-os.

Não diga que está tudo bem, pois isto não é verdade!

Não ignore os irmãos ou outros familiares. Existirão momentos em que também chorará diante deles e onde será necessário contar-lhes o que está acontecendo.

Encoraje sempre os pais, a ficarem bem próximos do seu bebê, a estabelecer um vínculo, de conhecê-lo conscientemente e de se prepararem conscientemente para o momento do adeus.

Diga aos pais, que eles não têm culpa pela má-formação do seu bebê. Pois eles realmente não têm culpa!

Faça uma visita na maternidade quando tiver chegado à hora.

Pergunte se pode segurar o bebê, mas não crie nenhuma expectativa. A decisão dos pais deverá ser respeitada.

Participe do enterro!

Não diga: “me ligue se precisar de algo” ou “deixe-nos saber se...”. Os pais estão envoltos por uma neblina. Seja preciso e diga: “Posso trazer o almoço na segunda-feira”? ou “Posso levar os seus filhos para passear amanhã”? Quanto mais preciso você for, mais fácil será para os pais aceitar a ajuda. Existem pais, porém, que rejeitam qualquer ajuda, categoricamente. Respeite o desejo deles. A escolha é deles e esta não tem que ser do seu agrado.

Deixe pequenos presentes ou cartas na casa deles. Qualquer coisa que você saiba que pode lhes trazer um pouco de alegria.

Não diga que tudo ficará bem. Os exames de pré-natal são muito precisos. A Fé é uma dádiva maravilhosa, mas Deus provavelmente tem outros planos para esta família.

Compre um presentinho para o bebê. Sim, evidentemente isto dói, mas os pais guardarão estes presentinhos como tesouros. Idéias: Uma moldura para as fotos, Uma plaquinha com o nome do bebê, xícaras com o nome do bebê, bichinhos de pelúcia, flores, dinheiro para os gastos.... Para alguns pais o simples reconhecimento da existência do seu filho é o maior presente. Se o bebê tivesse nascido saudável, certamente você teria dado algo de presente!

Não diga: outros casais também passaram por isso e superaram. Leve-os a sério com sua dor, a dor deles é única e não necessita de comparação.

Reconheça que somente tempo, amor, carinho e conversas abertas serão capazes de amenizar a dor.

 

Se você quer ajudar a si próprio:

Procure ajuda em livros, artigos, grupos de auto-ajuda, outras pessoas confrontadas com a mesma situação.

Se você não conseguir lidar com esta situação, busque ajuda profissional.

 

última atualização 19.10.2007